Dor

17.9.14

A gota vermelha pousou sobre a neve branca e macia naquela noite. E a dor era tão tangível que quase era possível tocá-la, como se fosse algo concreto.
Passados alguns anos, agora a garota parava no local e observava a neve como se sempre estivesse estado daquele jeito: branca e macia, sem rastros, sem evidências.
Sem vestígios da morte
O corpo não jazia mais ali, como naquela noite.
Para qualquer um que passasse por ali, a cena seria tão banal quanto insignificante. No entanto, para ela, aquele local trazia à tona toda a dor que ela sentia por tanto tempo, e o motivo das lágrimas era profundo e sombrio para ela apenas, já que o acidente não havia sido divulgado na época, e poucos sabiam sobre o caso.
Para ela, ela podia enterrar-se ali mesmo, numa tentativa de apagar tudo aquilo para sempre.
Para o resto do mundo, não passava de uma garota de cabelos vermelhos ajoelhada num monte de neve sem motivo algum.

"A recordação da felicidade já não é felicidade; A recordação da dor ainda é dor."
Lord Byron

.
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Lari Fonseca disse... Responder

Às vezes nossa dor é tão grande que queremos reparti-la com o mundo, livrarmo-nos um pouco do seu efeito. Mas se o mundo não a entende, como poderia lidar com ela? Não pode. Então, nos sobra ser fortes, afastar as lembranças, suportar a tristeza.

Nem preciso dizer que seu texto ficou lindo, né?

Comentado com carinho, Jeito Único

Hellz. disse... Responder

WOW! fiquei curiosa pra saber mais

beijo

Anônimo disse... Responder

Parabéns você tem um dom, admiro a maneira como você consegue transportar nas palavras, cada sentimento, nos trazer a sensação de visualizar o que está acontecendo nos seus texto e se identificar com eles.

Bj!

Juliana Moreno disse... Responder

Nossa, adorei o testo! Triste e bem escrito.

xx,
http://cojuliana.blogspot.com.br/

Thami disse... Responder

Posso pegar esse seu post e inserir em uma "fanfic" (tá mais só pra fic) minha que eu escrevo e se encaixaria perfeitamente em uma situação/capítulo? Sério. Ficou exatamente igual ao que eu imaginei para colocar a personagem na situação, só que você fez com outras palavras e eu adorei. Qualquer coisa te mando a fanfic e se quiser pode até me ajudar a escrever também ;)

Bitocas!
www.likeparadise.com.br

Postar um comentário

Evite comentários Ctrl+C Ctrl+V, pois os mesmos não serão respondidos. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita! :)

 
© Ultraviolence - 2014. Todos os direitos reservados.
"Listen to the silence, let it ring on."
imagem-logo