Naquele Dia

13.6.12


Naquele dia, o vento estava mais rigoroso.
Naquele dia, o tempo e o espaço não estavam ao seu favor.
Nada estava.
Naquele dia, tudo o que ela queria era se jogar num buraco e sumir. Mas era covardia fugir, era covardia retirar seu time de campo de cabeça baixa. A culpa não era dela. Ela havia lutado, usado todas as armas, todas as estratégias que tinha em mente, mas havia perdido. O jogo é assim: Um vencedor, um perdedor.
Naquele dia ela desceu do ônibus num ponto que não era o destino inicial. Aliás, era bem longe dele.
Não havia mais um destino certo. Ela só queria andar por aí, sentir o vento congelante batendo com violência em seu rosto, praticamente uma prova mais concreta do "soco na cara" que levara algumas horas antes.
Ela via rostos na rua... eles eram como borrões. Pareciam todos iguais.
Ela enxergava a calçada e os carros sem realmente vê-los.
Era como se ela estivesse num mundo paralelo dentro da sua mente.
E o único som que ecoava dentro dela era a voz dele dizendo: "Não é você."
As luzes do semáforo ofuscavam seus olhos...
"Sou eu."
Vermelho. Verde.
"Eu..."
Um passo, sem querer, em direção à rua.
"...gosto..."
Um passo, sem querer, em direção à sua morte.
"...dela."
A luz forte proveniente dos faróis do caminhão a iluminaram. Mas só por um momento.
E depois todo o resto foi luz.

Penny Lane.
(PS: texto extremamente dramático, eu sei. Escrevi já havia um tempo, aí encontrei aqui e resolvi postar.)
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

Jeniffer Yara disse... Responder

AMO textos dramáticos *_* E sabe, me vi em uma situação assim, faz um bom tempo, mas foi bem parecida, enfim, amei sua narrativa, bem intensa e dramática mesmo <3

Beijos
Meu outro lado

Hellion Katsu - カツオ disse... Responder

Nossa >< Muito lindo seu texto, você escreve super bem *--* Textos dramáticos tocam a alma de qualquer pessoa.

http://velvetnleather.blogspot.com - Tutoriais Alternativos

Lola Mantovani disse... Responder

ai que lindo, foi bem dramático mais perfeito :)
amei essa parte "Um passo, sem querer, em direção à sua morte.
"...dela."
A luz forte proveniente dos faróis do caminhão a iluminaram. Mas só por um momento.
E depois todo o resto foi luz."
beijos
http://lolamantovani.blogspot.com.br/

DCK disse... Responder

Flor você podia postar o seus textos no NYAH

Flores de Marshmallow

Biia Rodrigues disse... Responder

é dramático mais é perfeito mah *-*

Beijos :*
http://pepperlipstick.blogspot.com.br

Jade Amorim disse... Responder

Será que essas coisas acontecem mesmo? Quero dizer, a pessoa ficar tão abalada e desiludida a ponto de se abstrair do mundo e, infelizmente e consequentemente, causar a própria morte?
Adorei, faz refletir, faz doer.
Adorei o blog flor, muito lindo aqui. Estou seguindo.

Beijos.

Luan disse... Responder

Olá esta rolando um super concurso lá no meu blog que você pode ganhar 2 anos de divulgação, 4 layouts completos, entrevista e muito mais! Bjs,http://luan-crazyinhtml.blogspot.com.br/

Portifolio das Letras - Juliana Martinelli disse... Responder

Meus textos são bem dramáticos também rss hey, aceita fazer parceria? gostei MUITO do design daqui, Peny (:

Depois de séculos sem postar eu voltei, e mudei o look e comecei a postar meu primeiro conto de terror.
Acesse lá e confira!
@littlepistols
http://portifoliodasletras.blogspot.com.br/

Anônimo disse... Responder

Comigo tbm, e dói de mais.

suuka disse... Responder

eu também adoro textos dramaticos, na vdd eu adoro tudo que é drama, deve ser por isso que eu adoro novelas mexicanas né? haha
você escreve super bem sabia? adoro seus textos, posso dizer que ja estou in love com seu blog :}
alias, estava fusando nele e vi ali a opção fanfic, como sou curiosa cliquei, tava fusando e acabei lendo um pedaço da que estava disponível, e adorei viu? ate favoritei aqui pra quando tiver tempo eu realmente ler, mas confesso que a seven teen me chamou mas a atenção, pena que ela esta indiponivel :(
enfim, seguindo o blog viu? bjbj

http://www.rascunhosdasuuka.com

Alana. disse... Responder

Acabei sem querer lendo o comentário de cima e ri. Lembrei-me da época que assistia Isa tkm, era fissurada. Vivia reclamando de todo o drama da novela mexicana, mas não conseguia deixar de assistir um dia. :}
Penny, gostei muito do seu texto, já tentei escrever textos assim, mas não levo jeito pra isso!

Beijoos ♥

Little Runaway disse... Responder

Eu amei, AMEIEEEEE 'o'
Já escrevi umas coisas, me arrisco um pouco, mas não ficam assim =/

http://penny-lane-blog.blogspot.com.br/

ps: Já ta nos afiliados. Beijos

suuka disse... Responder

Ah manola, vim aqui rapidão pra te convidar pra participar de um meme que me convidaram tbm e agora to repassando pra vc. Espero que participe, mas se não der ou não quiser, ou vc ja tenha feito, tudo bem ta? eu entendo :T
http://rascunhosdasuuka.com/tag-onze-coisas-sobre-mim-post-parte1/

bjbj

Postar um comentário

Evite comentários Ctrl+C Ctrl+V, pois os mesmos não serão respondidos. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita! :)

 
© Ultraviolence - 2014. Todos os direitos reservados.
"Listen to the silence, let it ring on."
imagem-logo