Parasita

7.3.12

Olá. Como vão?

Depois de algum tempo sem postar, estou reativando o blog. Eu o havia fechado pois estava ocupando meu tempo livre com outras coisas. Mas agora voltei porque estou sentindo vontade de escrever de novo.

E estou voltando com um post meio... depressivo. É como estou me sentindo hoje.

Você já se sentiu como se você fosse completamente inútil? Já se questionou: "Por que eu existo?" ou "Que diferença faria eu existindo ou não?". Pois bem, hoje fiquei questionando a minha importância e me senti um parasita.
Meu dia foi inútil e eu tinha muitas coisas para fazer e não fiz nada. O pior foi que eu realmente tentei fazer alguma coisa, mas meu cérebro estava inerte. Basicamente, fiquei vegetando em casa o dia todo e isso fez com que eu me sentisse muito mal. Muito mal mesmo.
Para piorar, eu queria ao menos conversar com alguém, mas eu estava sozinha.
Ok, para não dizer que não fiz absolutamente nada, eu limpei os móveis de casa... Mas esse meu feito não foi reconhecido pela minha mãe, que chegou em casa falando uma lista de coisas que eu não fiz. Não digo que ela está errada. Mas não sei o que aconteceu comigo (ou talvez saiba).

E aí, quando a noite chega e você está prestes a dormir, achando que depois de uma boa noite de sono todos os seus problemas vão se resolver, você percebe que eles meio que dobraram, porque acumularam as coisas que você não fez no dia anterior.

Não entendo a vida 90% do tempo.
Na verdade, não me entendo.
Bem-vindo de volta ao blog de uma pessoa complicada.

Penny Lane.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Evite comentários Ctrl+C Ctrl+V, pois os mesmos não serão respondidos. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita! :)

 
© Ultraviolence - 2014. Todos os direitos reservados.
"Listen to the silence, let it ring on."
imagem-logo